ALEH participa no World Hepatitis Summit

O World Hepatitis Summit comemoró de 01 a 03 de novembro em São Paulo, Brasil.

O tema do World Hepatitis Summit 2017 em São Paulo foi Implementing the Global Health Sector Strategy on Viral Hepatitis (GHSS): Towards the elimination of hepatitis as a public health threat.

ALEH foi convidada para uma discussão paralela com AASLD, EASL e APASL para discutir o papel da sociedades hepáticas na eliminação da hepatite viral.

Esta atividade é um evento bienal global de grande escala para promover a agenda da hepatite viral. É uma iniciativa conjunta entre a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Aliança Global contra a Hepatite, em colaboração com um país diferente para cada Cúpula, nesta oportunidade, no Brasil.

O WORLD HEPATITIS SUMMIT é um evento de política pública de três dias que reúne uma audiência global de grupos da sociedade civil, OMS e seus Estados membros, organizações de pacientes da Aliança Global de Hepatite, decisores políticos, cientistas de saúde pública e patrocinadores.

Seus objetivos:
1. Aumentar o número de países que desenvolvem planos de ação de hepatite viral viáveis, fazendo uso da mais recente pesquisa em saúde pública e suporte técnico da OMS
2. Melhorar a implementação de plano de ação de hepatite viral existentes através do intercambio de melhores práticas
3. Apoiar a resolução da OMS de insta os Estados membros promover a participação da sociedade civil em todos os aspectos da prevenção, diagnóstico e tratamento da hepatite viral
4. Discutir mecanismos de financiamento e medicamentos e/ou diagnóstico através da participação das principais partes interessadas
5. Levantar o perfil da hepatite viral através do compromisso de médios internacionais de primeiro nível
6.Encorajar e direcionar a pesquisa em saúde pública para onde é necessário, envolvendo os principais fornecedores de fundos globais

Um documento muito importante foi assinado durante esta reunião: “Declaração de São Paulo sobre hepatite“, que reconhece a necessidade de uma abordagem global para eliminar a hepatite viral como um problema de saúde pública através da prevenção, diagnóstico, tratamento e vigilância de todas as formas de hepatite viral – com foco especial na hepatite B viral e C, que apresentam as maiores taxas de morbidade e mortalidade.